4 de out de 2011

A Noite a Espreita.

Por: Rafael Nascimento dos Santos




Em uma noite completamente tomada pela escuridão, onde nem a lua quis aparecer, as trevas vigiava a cidade, cria-se um clima ruim.
O silencio vestiu as ruas, e com ela a solidão tomou a cidade.
O silencio era tanto que podia ouvir a cidade respirar e o bater de seu coração, mesmo sem movimento mostrava-se assustada com alguma coisa. Algo lhe assustava, incomodava e a deixava alerta.
De repente um som horripilante rasgou o silencio que pairava sobre a cidade, e a cidade com mais medo ficou, acelerou a batida de seu coração e em conjunto a respiração.
Mas logo o silencio voltou.
E a noite pouco a pouco acalma-se e pega no sono e dorme...
Mas ao acordar seu coração mostrou-se angustiado, por ter lembrado do som que tirou rigidamente o silencio.
Noticia ruim não demora! logo chega raivosamente espancando a porta tentando entrar.
Ao permitir que entre, ela logo despeja sobre a mesa do café a noticia, em frente a todos que na mesa comem.
A morte de um senhor na praça próxima assusta a todos.
Mas logo esquecem e voltam à normalidade.
Isso é a realidade.

2 comentários:

Por favor, não postar somente propagandas sobre seu blog, comentem sobre a postagem.
Ao fim dos comentários colocar o link de seu blog ou outros que desejar.
Obrigado pelo comentário.