10 de abr de 2012

Fada dos Dentes Desesperadas

Por: Rafael Nascimento dos Santos



Uma pequena fada estava em uma missão, uma missão de grande risco e de grande necessidade. A fada chefe pediu para certas fadas trabalhar mais para que desse conta de arrecadar os dentes que precisavam, mas mesmo assim não davam conta.
Certa vez uma das fadas sabendo da necessidade dos dentes, ao ver um senhor na rua sentando sozinho, desolado, quando o senhor deu um deslize de abrir a boca para bocejar, a jovem fada se encarregou de lhe arrancar o ultimo dente que lhe pertencia, o velho vendo tal sena, surtou de forma que saiu correndo atrás da jovem fada dizendo:
Devolva meu dente sua maldita fada.
Depois de um tempo o senhor desistir, havia ficado cansado de tanto correr atrás da pequena fada.
A fada ao voltar para casa tentou lhe explicar o que estava acontecendo, daí o chefe das fadas se encarregou de dar a noticia ruim para as outras fadas.
Pessoal, Pessoal! Falou em voz alta, tenho noticias ruins para vocês, falou o chefe das fadas desanimado.
Imagino que vocês estão sabendo, que o nosso trabalho esta em extinção e que logo estaremos desempregados, temos que fazer alguma coisa para que isso mude. Alguém tem alguma sugestão?
Se alguém tiver alguma idéia estarei a sua disposição, ate lá estarei em no escritório das fadas.
Todos com a noticia ficaram tristes, tão tristes que aos pouco foram dispersando um a um, ate que somente uma única fada ficou, ali em pé, pensando como fazer para que voltemos a trabalhar.
Daí veio à pergunta: quem é o causador de tal desemprego? Onde este causador esta? E como fazer para que ele pare? Entre outras perguntas.
A jovem fada, com tantas perguntas em sua mente, se propôs a procurar as respostas.
Mas só poderia encontrar tais respostas na cidade onde há os problemas.
Daí ele saiu em busca para saber onde havia um jovem com dentes de leite, e que um de seus dentes esteja preste a cair, para a partir daí saber quem é o causador de um futuro tenebroso, a extinção das fadas e seus precioso trabalho.
Ao encontrar um jovem ideal, buscou encontrar um lugar seguro, que pudesse observá-lo sem que ele pudesse vê-lo, e que pudesse também saber o que acontecia com os dentes que ia caindo ou que iria cair.
Com o passar do dia, o jovem entediado por fazer nada, resolveu sentar junto com seus brinquedos e ali ficou por muito, muito tempo a brincar, quando de repente, enquanto brincava, usava sua língua para amolecer cada vez mais seu dente, quando seu dente desprendeu de sua gengiva, indo parar junto com um dos brinquedos que este jovem brincava.
O jovem assustado com aquilo, e por perceber que estava faltando algo em sua boca gritou mãeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee!!!!!!!!!!!!!!!!!!
A mãe assustada deixou tudo que estava fazendo, e foi ate o jovem para saber o que ele tinha.
O que foi meu filho? Esta passando mal? É algum bicho? É o que?
Olha mãe? Daí ele abriu a boca e disse: Ããããããmmm
A mãe olhou para o jovem com uma cara de surpresa, mas também de alegria por ser a primeira experiência de seu filho, e que agora começaria o encanto com as fadas dos dentes.
Daí com este ocorrido sua mãe sentou junto com o jovem, e o explicou o que havia acontecido.
O jovem ficou bastante alegre por tal fato.
Daí o jovem fez o que sua mãe tinha te dito, tinha que antes de dormir colocar seu dente debaixo do travesseiro e que durante a noite a fada dos dentes iria levá-lo e no lugar do dente ficaria uma moeda.
Foi isso que ocorreu, a jovem fada vendo tal dente debaixo do travesseiro se encarregou em substituir por uma moeda.
Daí como não havia outro dente para a jovem fada levar decidiu ir embora. Buscar em outro lugar a resposta para seus problemas.
Não buscou muito, e logo estava em outra casa que havia um jovem na mesma situação do jovem anterior, mas este jovem era bem diferente do outro, enquanto o outro se encarregava de amolecer seus dentes ele não fazia nada, nada mesmo, os seus dentes muitas vezes começavam a ficar mole, mas por falta de continuar a amolecer tal dente, o dente voltava ao estado inicial.
Como os pais do jovem eram prevenidos, o jovem já vinha sendo acompanhado por um dentista da família, quando os dentes do jovem estava mole, seus pais levava o jovem ate esta pessoa que se encarregava de arrancá-lo.
A fada, enquanto estava na casa do jovem, viu a família falando para o jovem que iria levá-lo para o dentista para arrancar seu dente.
Daí ficou atento, para que não perdesse o jovem de vista, para isso buscou entrar na bolsa do jovem quando ele estava de saída para este dentista que tanto falaram, este que arranca os dentes.
O jovem entrou com seus pais no carro e se dirigiram ao dentista.
Ao chegar ao lugar, sua mãe e o jovem desceram do carro, e se direcionaram ao local onde estava o tal dentista, daí ao chegar ao consultório sua mãe pediu que o jovem ficasse sentado em uma das cadeiras que havia no lugar, e foi falar com uma moça que havia em um enorme balcão.
Não demorou muito e sua mãe estava sentada junto com o jovem, a esperar que fossem chamados.
Pouco tempo depois a jovem do balcão se aproximou e disse: senhora, o doutor os espera, pode entrar.
A passos lentos, o jovem e sua mãe adentraram a sala e a fada também.
Lá dentro, o jovem colocou a bolsa em um lugar que de alguma forma a jovem fada poderia ver o tal dentista.
A fada ao tentar ver quem era o causador dos problemas, viu que era um ser humano como qualquer outro, a principio a fada achava que seria um dos inimigos das fadas, mas ao ver aquilo, tentou ver se ele poderia buscar uma solução.
Com isso, saiu da bolsa rapidamente para que ninguém o visse e buscou um lugar para se esconder.
E ficou ali a observa o tal dentista, com o passar do tempo, a fada foi percebendo que o jovem dentista não era mal, mesmo sabendo que era proibido que os seres humanos soubessem que as fadas existiam, mas a fada sabia que havia uma chance para que a jovem fada conversasse com o dentista, e o explicasse o que estava ocorrendo.
Foi isso que a jovem fada fez a principio, o jovem dentista achou que estava ficando louco, mas com o passar do tempo e da conversa percebeu que estava prejudicando as fadas, mas não era seu trabalho como dentista, e sim os dentes que eram descartados em algum lugar desconhecido, e que as fadas não poderiam pega-los.
O dentista vendo a situação da jovem fada e seu desespero por dentes pensou em fazer uma reunião com todos os dentistas, e nesta reunião buscaram uma solução mais viável para os dentes.
Depois da conversa que os dentistas tiveram na reunião, todos eles buscam de alguma forma mandar os dentes para um lugar especifico, onde as fadas se encarregam de levá-los e onde pegavam os dentes, elas deixavam moedas em seu lugar e que estas moedas eram dadas aos jovens pertencentes os dentes.
Com isso, o trabalho das fadas voltou e de alguma forma todos ficaram felizes a final. 

0 comentários:

Postar um comentário

Por favor, não postar somente propagandas sobre seu blog, comentem sobre a postagem.
Ao fim dos comentários colocar o link de seu blog ou outros que desejar.
Obrigado pelo comentário.