7 de set de 2011

O Telefonema

Por: Rafael Nascimento dos Santos



Uma jovem estava sentada sobre sua cama e diante dela um pequeno celular onde ela não desviava seu olhar dele.
Ficou ali por muito tempo, deixou tudo o que tinha para fazer somente para esperar a ligação.
A cada segundo que se passava, surgia a necessidade de que o telefone viesse a tocar, de forma que passou a imaginar que o telefone havia tocado e a cada instante que não tocava ela olhava para ver se havia alguma ligação.
Isso foi deixando-a impaciente, e para tentar liberar tal impaciência, teve que levantar, mas mesmo assim, não teve jeito a cada minuto que passava o telefone não tocava, a jovem ficava cada vez mais impaciente, mas agora ela estava em pé e pôs a caminhar a dar voltas em seu quarto, como o quarto era grande ela tinha bastante espaço para fazer-lo, mas enquanto caminhava de forma circular não tirava seu olhar do celular que estava sobre sua cama.
Ali ficou por mais um tempo ate o momento em que depois de tanto tempo a esperar desistiu.
Pensou ela que ele não iria mais ligar, daí pôs a caminha em direção a porta para sair e deixar para trás a ligação que tanto esperou.
Foi neste momento que o telefone tocou, tocou e tocou, mas agora a jovem não tinha mais pressa.
Quando pudesse ela retornaria a ligação, mas agora que ira esperar é ele. 


0 comentários:

Postar um comentário

Por favor, não postar somente propagandas sobre seu blog, comentem sobre a postagem.
Ao fim dos comentários colocar o link de seu blog ou outros que desejar.
Obrigado pelo comentário.