27 de dez de 2011

Em Uma Noite de Apagão.

Por: Rafael Nascimento dos Santos



Com um papel em branco, um lápis e uma lanterna e muita imaginação, busquei representar a noite, a escuridão, o apagão, o momento.
Naquele momento estava inspirado.
Daí resolvir representar uma mulher, e ela esta ai, com os detalhes que imaginei e debrucei sobre o papel para poder esboça-la.
Seu cabelos ao vento, que a noite me permitia sentir,
Seu olhar profundo como a noite e a escuriadao, me permitia imaginar muitas coisas e ela era uma delas.
Sua boca, carmuda e envolvente, como a lua, nos envolve e nos consome de curiosidade.
Seu pescoço, onde quaquer vampiro em noite de luar buscaria penetrar.
Esta imagem me permite viajar...
Entre seu olhar, sua boca, e sua pele,
ele.
Ao olhar tentando descifrar seu pensar, pensar.
Nada, me vem.
Os olhares se perdem no tempo, no espaço, no vazio.
Vazio.
O vazio impenetrando da beleza.
O encanto e o mistério da beleza, nos permite viajar sem sair do lugar.

0 comentários:

Postar um comentário

Por favor, não postar somente propagandas sobre seu blog, comentem sobre a postagem.
Ao fim dos comentários colocar o link de seu blog ou outros que desejar.
Obrigado pelo comentário.